quinta-feira, 9 de setembro de 2010

A Escolha




Eleições

Neste ano de eleições mais um recurso dentre tantos como o da liberdade de propaganda eleitoral estará disponível para os candidatos , e quando tratamos de internet ou seja uma rede global não há limites de informação e propaganda e tantos outros abusos que os seguem.Ora colocando informações duvidosas, ora desinformando ou espalhando boatos.Por exemplo, certos métodos de propaganda ou suborno são proibidos, se forem feitos verbalmente ou através de métodos visuais. Já na internet, não há como fazer um controle rígido, pois as informações saem de milhares de lugares diferentes, hospedados no mundo todo; e não há como bloquear todos os endereços que hospedam tais informações; sempre haverá sites que escaparão do controle ou tentativa de bloqueio. Outro meio que facilitará e trará votos aos candidatos é o fato de que o computador dispõe de recursos de alta complexidade tecnológica a preços irrisórios para divulgação.Atualmente,a tecnologia em 3D permite a realização de projetos visuais bem elaborados e que prendem a atenção de quem assiste,cenário ricos,que atraem,principalmente ao internauta jovem,maiores freqüentadores desse novo mundo,onde mais cedo ou mais tarde acabam entrando nesses sites, blogs de propaganda eleitoral e se convencendo de que aquele candidato é o melhor. Ou nem chega a imaginar que,talvez, 90 % desses apelo jamais sairão do papel.São propostas com apelo emotivo e como nos jogos o objetivo não é deixar o jogador ganhar e sim enriquecer o progamador do Game. No caso do político o planejado é a sua eterna perpetuação no poder.Com a ajuda de programas como o Photo Shop e outros similares eles alteram suas aparências pessoais ,fazem retoques,passando a aparecer com um aspecto jovial,moderno e cativante,quando não passa das velhas raposas matreiras que recusam as uvas,que não as alcança,dizendo que estão verdes.A internet permite a fácil e barata disseminação do joio em meio ao trigo,é preciso permanecer atento e analisar além das vãs aparências :das “bonitinha,mas ordinária” para não ser presa fácil.É obvio que nem todos são assim ,nem tudo está perdido.Por isso, o grande mérito da democracia é nos permitir a substituição. Portanto ,todos indistintamente,temos um grande poder,muitas vezes ignorado ou desconhecido:é poder da escolha.Façam uma boa escolha,pois dela,dependemos todos nós.
Postado por JATeixeira às 19:38

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Os verdadeiros selvagens




Era uma vez, um selvagem chamado “Homem”. Este selvagem, andava sempre muito bem arrumado, tinha muitos amigos também selvagens, morava em uma casa muito bonita e tinha em sua garagem um belo Chrysler novo.
“Homem” era muito feliz com sua bela vida, era dono de uma franquia mundial de hotéis;seus hotéis eram enormes, tinham de tudo: piscinas, parques de diversões, quadras de tênis, campo de futebol, e prédios gigantescos. “Homem” fazia questão que os hotéis ficassem no meio de grandes florestas:florestas africanas, na floresta dos Cárpatos na Romênia,na Amazônia, nas florestas de coníferas escandinavas, entre outras.
Ele sentia o maior prazer em dar dinheiro para o governo dos países, e desmatar essas florestas para construir seus imponentes castelos lá.
Ele não se importava em fazer em devastar a natureza :queimadas, matança de animais; para ele aquilo era ótimo, pelo menos os bichos não iriam depois “encher o saco” no seu hotel.
Ver as árvores caindo causava um imenso prazer no “Homem”. Ele olhava para os pobres bichinhos tentando fugir do fogo e morrendo queimados. E as árvores sendo consumidas pelo fogo, e ficava imaginando todo o dinheiro que seu novo hotel daria.
“Homem” também tinha um hobby para quando não estava trabalhando, este hobby era a caça esportiva; ele saia de casa cedo e ia para as florestas com sua arma. Atirava a sangue frio nos animais e os levava para casa, para se exibir para seus amigos e impressionar a esposa. Em sua casa existia muitas cabeças de alce empalhadas na parede, e de muitos outros animais empalhados,como um troféu!
Os ancestrais desse selvagem (e também alguns atuais), também se chamavam homens, costumavam a matar pessoas; era uma verdadeira honra para eles, essa brincadeira idiota chamada guerra. Eles iam, todos, para campos e ficavam atirando um no outro para ver quem matava mais, também jogavam bombas em cidades, e matavam e torturavam criancinhas pela cor de suas peles e religiões. Os que saiam da guerra vivos, eram e são considerados heróis.
Outros selvagens do passado, costumavam matar pessoas porque estas tinham deficiências ou eram contra as opiniões predominantes.
Porém, houve uma época em que os seres-humanos eram mais “civilizados”, mas por uma ironia, são chamados de “trogloditas” ou homens selvagens; estes viveram na pré-história, e matavam para sobreviver e não para mostrar para os amigos o que conseguiram caçar ou exibir cabeças empalhadas nas paredes das suas cavernas.
Os seres-humanos pré-históricos eram mais “civilizados” que os seres-humanos atuais, e isso faz pensar: Quem é o verdadeiro selvagem da história? Os seres-humanos modernos ou os pré-históricos? Os animais ou os homens?


Vyv Glam
Benedito Novo